INFORME INSTITUCIONAL 015/2020

Em 18/03/2020.

I – COVID-19/CORONAVÍRUS – AÇÕES PREVENTIVAS – Já é do conhecimento de todos que a OMS – Organização Mundial de Saúde declarou o surto do Coronavírus como uma pandemia global com reflexo para a vida das pessoas, instituições e nações.

Esse informe tem como propósito comunicar às famílias o nosso posicionamento sobre a condução das aulas para os próximos dias, até que a pandemia chegue à região onde as famílias dos nossos estudantes tenham contatos diretos com pessoas infectadas e os devidos cuidados com estudantes e colaboradores.

Consideramos relevantes os seguintes esclarecimentos:

  1. Desde a declaração da OMS, estamos fazendo uso das Metodologias Ativas na formação dos estudantes para defesa pessoal, inclusive dos familiares e comunidade da qual fazem parte. “Acreditamos que a vacina para a pandemia é a boa informação para prevenção e não somente o isolamento.”
  2. Vale esclarecer que a suspensão de aulas está acontecendo em cidades de grande porte ou em pequenos municípios com confirmação de casos, por exames especializados e registros no sistema de controle dos governos, quando realmente se torna necessária, principalmente quando as pessoas que chegam até as escolas usam transportes coletivos com pessoas de origem desconhecida, o que não é o caso dos estudantes do VIDAM.
  3. Os casos confirmados na região estão em cidades distantes do convívio das famílias dos nossos alunos e todos sob o controle do estado, e que ainda não são considerados como contaminação comunitária.  Os infectados tiveram procedência de outros países onde conviveram com pessoas doentes ou somente infectadas, mas assintomáticos (com o vírus, mas sem manifestação de doença).
  4. Deixamos claro para as famílias, que temos consciência do que virá nos próximos meses. Viveremos momentos difíceis no Brasil, muito próximo ao que aconteceu na Itália, China, entre outros países.  Por esse motivo, persistiremos em manter as crianças informadas pela escola, com recursos que não gerem riscos, visando conscientizá-las sobre o momento histórico que viveremos, com formação sólida sobre os mecanismos de defesa. Como afirmamos acima, a informação e a formação das pessoas serão a principais armas contra a contaminação.   
  5. Temos consciência de que somadas as três fases da pandemia COVID-19, PERÍODO DE INCUBAÇÃO, quando há maior transmissão do vírus, ESTABILIDADE quando a proliferação chegar ao nível máximo junto aos vulneráveis e a IMUNIDADE DA POPULAÇÃO, quando haverá a redução dos casos com a recuperação da saúde e ausência de novas infestações. Acreditamos que no contexto do Brasil, ocorrerão nos próximos (mínimo) 3 meses. Assim, o país ficará sem aulas e sem alguns serviços por, no mínimo, 60 dias, se as autoridades conseguirem o máximo de controle das fronteiras.  Hoje, na avaliação do Ministério da Saúde, a proliferação do vírus ainda está tímida, com maior incidência na região SUDESTE, principalmente em São Paulo.  Em Aracaju, até às 10 horas de hoje, apenas 5 casos confirmados, com contaminação fora do estado, mantidos sob a guarda do estado e todos se recuperando, dentro do esperado. A Bahia também mantem o controle da situação, com casos bem distantes do nosso município.
  6. Diante de qualquer turbulência, devemos agir com a máxima cautela para não atropelar etapas gerando transtornos para as pessoas e PÂNICO desnecessário. Percebe-se que a população desinformada segue cegamente publicações em redes sociais, desprovidas de embasamento científico, inclusive algumas autoridades menos graduadas agem por convicção própria e pela força das circunstâncias. Uma escola não pode se comportar como qualquer pessoa ou instituição, seguindo a onda. Acredito que o país poderá parar por muitos dias, mas ainda não é o momento. A nossa região está controlada, sem evidências. Inclusive, registramos o nosso sentimento de respeito pelo nível de diálogo ou campanhas promovidas nos grupos de WhatsApp, com depoimentos distantes da civilidade e sabedoria que exige o momento histórico que vivemos, antes de se emitir qualquer opinião sem o conhecimento pertinente. Como compete à escola educar somente os seus estudantes, seguiremos estudando e vigilantes para o que possa ocorrer.
  7. É notório que sem a ausência de contato com a pessoa infectada não há infestação, pois a contaminação por vírus ocorre somente com o contato direto. Por isso, ainda não há motivos para o pânico. Apesar de considerar prematura a decisão de suspensão das atividades escolares onde o vírus ainda não chegou, as aulas presenciais no Colégio VIDAM serão suspensas assim que as autoridades competentes oficializarem as decisões de suspensão de suas aulas nas Escolas Básicas, o que ainda não houve. Mesmo sem aulas presenciais até o dia 20/03, próxima sexta-feira, cumpriremos a nossa programação com apresentação de conteúdos educativos sobre a pandemia, como atividades domiciliares, visando preparar os estudantes e suas famílias para as implicações geradas pela proliferação do vírus em nossa região, se ocorrer.
  8. REGIME DOMICILIAR – Visando gerar ocupação para os estudantes, passaremos orientações, diariamente, a partir das 17 horas, com relatos pelos professores que contemplem: COMPETÊNCIAS E HABILIDADES que seriam trabalhadas a cada dia, presencialmente, na escola, OBJETIVOS da tarefa escolar, CONTEÚDOS PARA CONSULTA, inclusive com ênfase em leituras e produção de textos. Vale esclarecer que a escola vem trabalhando as competências para todas as áreas do saber tendo como tema gerador CONCEITO, HISTÓRIA E REFLEXOS das epidemias e pandemias no contexto de mundo. Assim como medidas de prevenção com o propósito de preparar as crianças e adolescentes, com reflexos nas famílias para o que virá nos próximos dias, inclusive os problemas sociais como reserva de alimentos, água, falta de leitos, crise financeira, entre outros problemas gerados pela pandemia. A condução dos trabalhos será feita com linguagem adequada ao nível de compreensão e maturidade dos alunos para não gerar pânico, como vêm fazendo as redes sociais, autoridades e algumas famílias. A informação correta ameniza os efeitos da crise e os danos.
  • NOSSA ORIENTAÇÃO:

A – Que as famílias acessem pelos meios tecnológicos (WhatsApp e e-mail) ou recebam presencial, se alguém preferir vir ao colégio, diariamente, às 17 horas, os Planos de Aulas em domicílio. A escola vai socializar o Plano de Aula e Trabalho em Domicílio elaborado pelos professores, por turma e disciplina, para que executem em casa, durante todo período com aulas presenciais, ou seja, até o próximo dia 20/03. Fica claro que essas atividades serão programadas somente até a próxima sexta-feira, considerando dia letivo.  

B – A nossa equipe técnica estará à disposição dos alunos e dos pais, nos horários das aulas, no Colégio, até a próxima sexta-feira, dia 20/03, para toda e qualquer orientação necessária. 

Por fim, desejamos à comunidade VIDAM, que sejamos amparados pelas forças superiores e que, nos próximos meses, estejamos todos de volta, com o mínimo de perdas e sabedoria para a continuidade das vidas que seguirão.  

Prof. José Wilson dos Santos

Diretor Geral do Colégio VIDAM